Área do participante
recuperar senha Voltar

Paleoarte

 

Obra de Brian Engh
 
A Coordenação de Paleoarte do XXVI Congresso Brasileiro de Paleontologia, a cargo do Me. Caio César Rangel (UFU-Monte Carmelo), convida os paleoartistas interessados em exporem suas obras em Uberlândia, durante a edição de sexagenário do Congresso, a manifestarem-se através do email [email protected]

O XXVI Congresso Brasileiro de Paleontologia terá inscrições com valores diferenciados para paleoartistas interessados em apresentar trabalhos na Sessão Temática "Diálogos: Paleoarte e Divulgação", e promoverá um Concurso de Paleoarte!

Saiba mais sobre a Paleoarte aqui.
Informações para expositores:

Categorias: Não haverá categorização de paleoartistas, tais como Amadores e Profissionais. Todos serão igualmente bem vindos à Exposição de Paleoarte do XXVI Congresso Brasileiro de Paleontologia. 

Certificação: Os expositores formalmente inscritos no XXVI Congresso Brasileiro de Paleontologia, nas categorias aqui listadas serão certificados também quanto à exposição, bem como poderão concorrer à premiação de melhor obra do exposta no evento.

O paleoartista que não estiver inscrito no evento poderá apresentar as suas obras, porém não receberá certificado ou concorrerá à premiação de melhor obra

Local: A exposição ocorrerá durante todo o evento, de 21 a 25 de outubro no hall externo (pilotis) da Biblioteca Central do campus Santa Mônica da Universidade Federal de Uberlândia.

Estrutura básica: Serão disponibilizados painéis verticais (2m x 0,9m) e esquadrias para fixação de papéis e telas, mesas para suporte de objetos, cadeiras para os expositores e TNT preto para forração. 

Escopo: Apenas obras classificáveis como Paleoarte ou Paleodesign serão aceitas. Veja aqui e aqui.

Obras por expositor: 
Il
ustrações - até 5 obras com dimensões de até 40cm x 30 cm, e até 3 obras de maior porte;
Pinturas/quadros: 1 obra de até 80 cm x 40 cm altura;
Esculturas - até 5 obras, de quaisquer dimensões.


Envio: Os paleoartistas que não estiverem presentes no evento poderão enviar as suas obras impressas até o dia 16/10/2019, sob os cuidados de Caio César Rangel no seguinte endereço: Laboratório de Paleontologia-LAPA, Universidade Federal de Uberlândia- campus Monte Carmelo, Unidade Boa Vista, Avenida XV de Novembro com Rua Ipiranga, nº501, CEP: 385000-000, Bairro Boa Vista, Monte Carmelo-MG. A impressão e envio são de responsabilidade do paleoartista. 

Comercialização
A venda de "paleo-obras" durante o evento será permitida. Para maiores detalhes contatar [email protected]

Premiação: A premiação será conferida a artistas devidamente inscritos no evento e no concurso, e será baseada no valor auferido em um leilão com intuito de incentivar a Paleoarte e Divulgação Científica, ocorrer durante do XXVI CBP. Assim, incentivamos os paleoartistas a  doarem obras para o leilão.

Critérios de julgamento para o Prêmio de Paleoarte do XXVI Congresso Brasileiro de Paleontologia
 
Morfologia/Proporções: formas e posição das estruturas que compõe a obra;

Estruturação estética/artística: a qualidade de textura e cores, a qualidade visual;

Percepção coesiva: organização dos elementos apresentados, interação dos personagens com o meio e posição temporal adequada; avaliação do cenário representado.


A melhor obra será avaliada por julgamento público, a partir da atribuição de notas de 0 a 10 a cada um dos três critérios supramencionados pelos participantes do XXVI Congresso Brasileiro de Paleontologia.
Paleoartistas Confirmados
 
  • FELIPE ALVES ELIAS
 
Felipe Alves Elias é natural da cidade de São Paulo, formado em Ciências Biológicas pela Universidade Católica de Santos (2003), mestre em Geologia Regional/Paleontologia pela Universidade Estadual Paulista (2006) e em Museologia pela Universidade de São Paulo (2015). Promove ações de educação e divulgação das ciências da natureza em caráter informal desde 1998, tendo iniciado seus primeiros projetos profissionais em 2002. Tem experiência em várias frentes, incluindo publicações, exposições, ações educativas, cursos de capacitação e mídias digitais - atuando em parcerias com órgãos de imprensa, editoras, produtores culturais e museus em várias partes do Brasil. Tem extensa experiência como ilustrador científico e paleoartista, tendo um portfólio conhecido internacionalmente. Desde 2011 faz parte da equipe da Divisão de Difusão Cultural do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo, instituição que abriga um dos mais importantes acervos da fauna brasileira no mundo. É idealizador, criador de conteúdo e administrador da rede PaleoZoo Brasil (www.paleozoobr.com), projeto no ar desde 2016 e dedicado a divulgar a fauna de paleovertebrados brasileiros para grandes audiências.
  • GUILHERME ACUNA GHER


Cineasta joinvilense, realiza filmes e vinhetas de animação já expostos internacionalmente. Ao lado das animações, realiza também ilustrações de cunho artístico e científico.













 
  • HELDER DA ROCHA

Helder da Rocha constrói esculturas científicas de pterossauros desde 2012 usando técnicas originais. Algumas de suas obras estão em museus de Uberaba, São José dos Campos, São Paulo e Lisboa.